WordPress Erro 500

WordPress Erro 500

WordPress teve Erro 500 Erro Interno do Servidor? Bem, você não está sozinho! Erro 500, erro do servidor interno é um dos erros mais comuns encontrados pelos usuários do WordPress. No entanto, não é tão fácil encontrar a causa real de erro do servidor interno de 500, como 404, onde a causa pode ser permalinks quebrados ou URLs modificados da página.

As razões mais comuns por trás da ocorrência do erro 500 é arquivos .htaccess corrompidos, permissões instaladas incorretamente, atrasos de script, versão incorreta do PHP ou uma atualização mau sucedida do WordPress. No entanto, estas não são todas as razões para a aparência desse problema. Portanto, você precisa cavar mais fundo e descobrir a verdadeira causa desse erro. Uma das melhores dicas quando um erro do servidor 500 interno no WordPress é rastrear suas etapas até o erro ocorrer. Tente lembrar qual evento ou mudança pode levar a parar o trabalho do seu WordPress (por exemplo, instalar ou atualizar o plugin). Uma vez que você conhece a causa do erro, será muito mais fácil de resolver.

Aqui está um guia rápido para corrigir o erro 500 no WordPress usando 9 maneiras diferentes. Certifique-se de que este guia irá ajudá-lo a lidar com todas as possíveis causas do erro. Não vamos perder tempo e começar este guia no WordPress.

O que você precisa saber

Antes de começar este guia, você precisará do seguinte:

Acesse o painel de controle da sua hospedagem
Acesso ao painel de controle do WordPress

Método 1 – Erro 500 no WordPress devido a plugins ou temas

Na maioria dos casos, o Erro de servidor interno do erro 500 ocorre devido à instalação ou atualização de plug-ins ou temas. Se você já sabe qual plug-in pode causar esse problema, você já está a meio caminho para resolvê-lo.

Método 1.1 – Erro 500 no WordPress por causa da atualização ou instalação do plugin

Se a página parou de funcionar depois de instalar ou atualizar o plug-in, você pode corrigi-lo simplesmente desabilitando ou removendo o plug-in. Dependendo da situação, existem duas maneiras de atingir o objetivo.
Desativando plug-ins através do painel de controle do WordPress

Se você pode inserir seu painel de controle do WordPress, siga estas etapas:

Faça login no painel de controle do WordPress.
Clique em Plugins → Instalado no menu de navegação à esquerda

 

Desative o plugin problemático.

 

Atualize o site em seu navegador para ver se o problema foi resolvido.
Caso contrário, desative outro plug-in e repita esse processo até que todos os plug-ins estejam desativados (ou o site não funciona).
Depois de encontrar o plug-in responsável pelo erro, tente reinstalá-lo novamente. Você também pode procurar outros plugins para substituí-lo ou entrar em contato com os desenvolvedores do plugin para esclarecer as informações sobre seu trabalho em seu WordPress.

 

Desativar plug-ins do WordPress via Gerenciador de arquivos ou FTP

Há situações em que o erro não permite o acesso ao painel de controle do WordPress. Nesse caso, você deve desativar ou excluir o plug-in usando o Gerenciador de arquivos no painel de controle de sua hospedagem ou FTP-cliente, como o FileZilla.

Vá para o diretório raiz do seu WordPress e digite a pasta wp-content / plugins.
Encontre o plugin do problema e renomeie-o para desativá-lo. Por exemplo, você pode adicionar .disabled no final do arquivo para que você não se esqueça desse plugin. Se você deseja removê-lo completamente, basta apagar a pasta do plugin.

 

Depois disso, atualize seu site. Caso o problema persista, execute as ações para os plug-ins restantes até que estejam completamente desativados (ou até o seu site estar funcionando).
Depois de encontrar um plugin quebrado, você pode tentar reinstalá-lo, encontrar uma substituição ou entrar em contato com os desenvolvedores de plugins para obter conselhos.

 

Método 1.2 – Erro 500 no WordPress por causa da instalação ou atualização do tema

Se o seu site parar de funcionar depois de instalar ou atualizar o tema, você pode resolver o problema alterando o tema do seu site. Há duas maneiras para isso:
Alterando o tema usando o painel de controle do WordPress

Você pode acessar seu painel de controle, aqui está o que você deve fazer:

Vá para Aparência → Temas.

Selecione qualquer outro tópico e clique em Ativar.

Depois de terminar a alteração do tema, você verá uma mensagem de confirmação com um link para seu site.

 

Alterando o tema com phpMyAdmin

Outra maneira de mudar um tema é editar os valores do seu banco de dados MySQL através do phpMyadmin, no painel de controle da sua hospedagem. Este método pode ser útil se o seu painel de controle do WordPress não funcionar. Aqui está o que você deve fazer:

Encontre a tabela wp_options e abra-a.

 

AVISO! Dependendo dos valores da tabela que você selecionou durante a instalação, o prefixo da tabela nem sempre será wp_.

Vá para a página 2.

Localize o modelo e a folha de estilos

Descubra o nome do tópico que deseja alterar. Para fazer isso, vá para o diretório wp-content / themes usando o Gerenciador de arquivos.

Copie o nome do tópico que você gostaria de usar. Em seguida, altere os valores do modelo e da folha de estilo no banco de dados para o nome do seu novo tópico. Neste exemplo, mudaremos o tema de vinte e cinco a quarenta e seis

Agora você pode recarregar seu site no navegador novamente e ele irá carregar com um novo tema. Se o erro 500 estiver relacionado ao seu tópico antigo, isso deve resolver o problema. Você pode tentar reinstalar seu antigo tema ou entrar em contato com o desenvolvedor para obter informações sobre a instalação correta do tema para o WordPress.

 

Método 2 – Verificando o arquivo .htaccess

Outra maneira de se livrar do erro interno do servidor é verificar o status do seu arquivo .htaccess. A probabilidade de o seu arquivo .htaccess atual ter sido corrompido é bastante alta. Isso pode acontecer devido a uma grande quantidade de razões; O mais comum é a instalação de um novo plugin ou outras alterações em seu site.

O melhor método para verificar o status do seu arquivo .htaccess é criar um novo. Tudo o que você precisa fazer é:

Faça login no painel de controle da sua hospedagem e, em seguida, vá para o Gerenciador de arquivos na seção Arquivos. Uma maneira alternativa é usar um cliente FTP como o FileZilla.
Vá para o diretório raiz do seu site WordPress (se você vir arquivos como wp-content e wp-includes, você está no lugar certo).
Encontre o arquivo .htaccess aqui e desligue-o. Você pode fazer isso, dando-lhe outro nome. Por exemplo, .htaccess1.

 

Depois disso, crie um novo arquivo .htaccess e cole o código .htaccess padrão para ele:

#BEGIN WordPress
<IfModule mod_rewrite.c>
RewriteEngine On
RewriteBase /
RewriteRule ^ index \ .php $ – [L]
RewriteCond% {REQUEST_FILENAME}! -f
RewriteCond% {REQUEST_FILENAME}! -d
RewriteRule. /index.php [L]
</ IfModule>
# END WordPress

Certifique-se de salvar o arquivo.

Agora, abra seu site no navegador e veja se o erro é corrigido. Caso contrário, continue lendo o manual.

 

Método 3 – Aumentar os limites do PHP
Se os dois métodos descritos acima não trouxeram nenhum resultado, valores incorretos do PHP ou falta de memória podem causar erro 500. Isso se deve ao fato de que scripts e plugins requerem uma certa quantidade de memória para a operação correta. Além disso, quando seu site é carregado, o navegador faz um grande número de pedidos de download de scripts, plug-ins e conteúdo. Quando a quantidade de memória para download de scripts e plug-ins não é suficiente, o WordPress provavelmente emitirá 500 erros internos do servidor. É por isso que é importante aumentar o valor da memória do seu site e outras configurações do PHP. Você pode fazer isso usando o arquivo .htaccess. Aqui estão algumas linhas que recomendamos que você adicione:

 

php_value upload_max_filesize 128M
php_value post_max_size 128M
php_value max_execution_time 300
php_value max_input_time 300
php_value memory_limit 256M

 

Não se esqueça de salvar as alterações. Agora, atualize seu site. Se o problema ocorrer devido ao valor insuficiente do PHP, esse método deve ajudar com sua solução.

Método 4 – Alterar a versão do PHP

Alguns scripts ou plugins para WordPress exigem uma versão específica do PHP. Se os requisitos recomendados para eles não forem atendidos, em seguida, você poderá receber o erro 500. Você pode verificar se ele é causado pela versão do PHP, alterando-o. Você pode fazer isso através do painel de gerenciamento de hospedagem na seção Avançada → Selecionar versão do PHP.

No caso de você não saber qual versão do PHP você precisa, tente transformá-los cada um deles. Não esqueça de salvar suas configurações e atualizar o site com todas as mudanças. Se nenhuma dessas versões ajudou a resolver o erro 500, então volte sua versão anterior do PHP e vá para o próximo método.

 

Método 5 – Ativar exibição de erro

Encontrando a causa do erro WordPress 500 Internal Server Error é a parte mais difícil no processo de consertá-lo. Se nenhum dos métodos anteriores o ajudou, então você precisa começar a pesquisar mais profundamente – verificando seus erros. Existem várias maneiras de fazer isso:
Ativando a exibição de erro

Ao ativar a exibição de erros, você poderá encontrar um código específico para o seu site que o desencadeia. Isso pode ser feito na mesma seção em que mudamos a versão do PHP. Avançado → Selecione a versão do PHP. Marque a caixa de seleção Mostrar erro para ativado e clique no botão Salvar.

Agora, você precisa reiniciar seu site. Todos os erros de código serão exibidos na tela, como na imagem abaixo:

Erro wp na tela

Depois de encontrar o erro, abra o arquivo especificado e veja a linha desejada. Você pode usar o Google, Stackoverflow, o Fórum WordPress ou entre em contato com o desenvolvedor para obter informações sobre como resolver esse problema.

 

Método 6 – Usando o WordPress Debugging

O WordPress possui seu próprio sistema de depuração, que você pode usar para resolver problemas com seu código. Isso também pode ajudar a resolver o erro 500. Para começar a usá-lo, você precisa fazer algumas alterações no seu arquivo wp-config.php.

Encontre a seguinte linha no arquivo wp-config.php:

define(‘WP_DEBUG’, false);

Remova e cole o seguinte código em seu lugar:

// Enable WP_DEBUG mode
define( ‘WP_DEBUG’, true );

// Enable Debug logging to the /wp-content/debug.log file
define( ‘WP_DEBUG_LOG’, true );

// Disable display of errors and warnings
define( ‘WP_DEBUG_DISPLAY’, false );
@ini_set( ‘display_errors’, 0 );

// Use dev versions of core JS and CSS files (only needed if you are modifying these core files)
define( ‘SCRIPT_DEBUG’, true );

Atualize seu site e abra o Gerenciador de arquivos. Vá para o diretório de conteúdo wp e procure o arquivo debug.log. Abra edite este arquivo para ver seus valores.

Agora você sabe qual é a causa do erro e pode resolvê-lo entrando em contato com o desenvolvedor ou o Google, Stackoverflow, WordPress Forum. Informações mais detalhadas sobre o sistema de depuração podem ser encontradas aqui.

 

Método 7 – Restaurar uma cópia de backup

Se você fizer um backup do WordPress antes de falhar, restaurar o backup também pode ser uma solução. Primeiro, exclua todos os arquivos do WordPress. Em seguida, baixe seu backup, verifique se seu site está funcionando.

A maneira manual de restaurar o WordPress pode não ser adequada para todos. Se você acha que isso é muito complicado, podemos dizer-lhe de outra forma. Infelizmente, isso não ajuda você se o seu site não funcionar, mas definitivamente o ajudará a evitar tais problemas no futuro.

Instale e ative o plug-in All-in-One WP Migration.

 

Método 8 – Reinstalar arquivos do WordPress

Se o erro ainda aparecer, há um meio cardinal para resolvê-lo. Tudo o que você precisa fazer é:

Baixe a versão mais recente do WordPress.
Salve e descomprime-o no seu computador.
Elimine o arquivo wp-config-sample.php e a pasta de conteúdo wp para evitar a sobreposição de informações importantes.
Mova todos os arquivos raiz para sua conta de hospedagem e substitua-os. Isso pode ser feito usando o cliente FileZilla FTP.

 

Auda 9 – Comece novamente

Se todos os métodos acima não o ajudaram, você terá que começar a criar o seu site a partir do zero. A boa notícia é que você pode restaurar seu site mesmo com um backup do banco de dados.

Conclusão

Qualquer pessoa que use o WordPress pelo menos uma vez experimentou um erro no servidor interno. Se você é um desenvolvedor avançado ou um usuário novato, corrigir o erro 500 é um processo bastante simples se você sabe onde procurar sua causa. Como na vida real, para resolver o problema, você deve primeiro encontrar sua fonte. Depois disso, você pode usar recursos on-line ou este guia para resolver esse problema.

Você tem algo para compartilhar conosco? Conte-nos sobre suas idéias ou conselhos nos comentários!

hwpp